Memória de São Pedro Julião Eymard

Memória de São Pedro Julião Eymard

Celebramos hoje dia (02/08) a memória de S. Pedro Julião Eymard, conhecido popularmente como o apóstolo da Eucaristia, devido à sua grande devoção ao SS. Sacramento do Altar e fundador da Congregação do Santíssimo Sacramento.

“Ai de nós! é uma grande verdade, Nosso Senhor no Santíssimo Sacramento não é amado! Primeiro, por esses milhões de pagãos, por esses milhões de infiéis, por esses milhões de cismáticos e de heréticos que não conhecem ou conhecem mal a Eucaristia . oh! entre tantos milhares de criaturas em quem deus colocou um coração capaz de amar, quantas amariam o Santíssimo Sacramento se o conhecessem como eu! Não devo, ao menos, esforçar-me em amá-lo por elas em seu lugar? Entre os católicos, são poucos, muito poucos os que amam a Jesus no Santíssimo Sacramento: quantos pensam nele frequentemente? Nele falam? Vão adorá-lo, recebê-lo? Por que esse esquecimento, essa frieza? Oh! É que jamais provaram a Eucaristia, a sua suavidade, as delícias do seu amor! É que jamais conheceram Jesus em sua bondade. é que não suspeitam a extensão de seu amor no Santíssimo Sacramento alguns têm a fé em Jesus Cristo, mas uma fé inativa, uma fé tão superficial que não chega ao coração, limitando-se ao que exigem rigorosamente a consciência, a salvação. e mesmo esses últimos são relativamente pouco numerosos entre tantos outros católicos que vivem como verdadeiros pagãos, como se jamais houvessem ouvido falar da Eucaristia . por que é Nosso Senhor tão pouco amado na Eucaristia? Porque não se fala bastante, porque se recomenda apenas a fé na presença de Jesus Cristo, em vez de falar em sua vida, em seu amor no Santíssimo Sacramento, em vez de ressaltar os sacrifícios que lhe impõe o seu amor, em uma palavra, em vez de mostrar Jesus-Eucaristia amando a cada um de nós pessoalmente, particularmente . outra causa é o nosso proceder que em nós denota pouco amor: quando se nos vê orar, adorar, frequentar a igreja, não se compreende a presença de Jesus Cristo . quantos entre os melhores, não fazem jamais uma visita de devoção ao santíssimo sacramento, para falar-lhe de coração, para dizer-lhe de seu amor! Não amam, pois, a Nosso Senhor na Eucaristia, porque não o conhecem bastante . mas se o conhecem no seu amor, nos sacrifícios, nos desejos de seu coração, e, apesar disso, não o amam, que injúria! Sim, uma injúria! Pois é dizer a Jesus Cristo que ele não é bastante belo, bastante bom, bastante amável para ser preferido ao que lhes agrada . que ingratidão! Após tantas graças recebidas desse bom salvador, após tantas promessas de amá-lo, tantas ofertas de si mesmo ao seu serviço, é zombar de seu amor tratá-lo assim . que covardia! pois se não se quer conhecê-lo demais, vê-lo de perto, recebê-lo, falar-lhe intimamente, é por medo de ser conquistado por seu amor! Tem-se medo de se ver obrigado a render-se e a sacrificar-lhe sem reserva o coração, sem condição o espírito e a vida!
(Fonte:São Pedro Julião Eymard, o Apóstolo da Eucaristia, no livro “A Divina Eucaristia”)

Deixe um comentário